Meninos também podem ser estilosos. A Mania Kids te ajuda mamãe!

29 de maio de 2016

É muito comum ouvirmos mamães falando que geralmente roupas diferentes e estilosas para meninos são mais difíceis de encontrar e que para meninas a infinidade de roupas, acessórios, novidades, coisinhas fofas não param de chegar no mercado.
Então mamães, vejam os últimos lançamento da Mania Kids para você se inspirar, e o que é melhor, a Mania Kids tem peças tamanho bebê até 16 anos.


Divertido, alegre e explosão de energia ..
moda kids baby boy 2016 


Nessa coleção a maior novidade é a malha jeans, novo conceito de jeans: jeans + moletom = super conforto!! Já comprou o seu? 
mania kids
jeans e malha mania kids



Patch está na moda!! Calça skinny jeans para meninos de 1 a 4 anos!! Patch em feltro + reserva + used e muito mais numa peça só!!👍🏻👖👊
meninos estilhosos e fashionistas


Color mostarda com camisa jeans, claro!! No menino bebê ao 16 anos e até bermuda!!! Garanta a sua e arrase.
moda kids baby e boys mania kids


Na coleção do menino de 1 a 4 anos, o destaque está na variedade de calças e bermudas jeans, mas tem de tudo um pouco para poder ter um mix completo. Olha que linda a color mostarda, peça chave da estação!! 👀👍🏻🙃👖👏
Mania Kids




Calça color também para o Bebê menino na MNK. Só as cores mais fortes da estação, e vem com o cintinho listrado. Nosso bebê é assim: super fashion!!😜👍
moda para meninos



No bebê menino também tem os tamanhos P.M.G. A coleção é focada em jeans mas colocamos detalhes como couro sintético, bordado de feltro, recortes listrados... E muito mais! Quer deixar seu bebê fashion? Conheça a coleção!!👍



Além da camisa jeans super coringa, a MNK também tem a jeans listrada para você variar, olha que show!!! 👊



 Jaqueta jeans com fechamento em zíper, facilita e é a novidade


No clima total da nova estação a camisa xadrez da MNK está atualizada com listras na cor mostarda misturadas com azul índigo!!! Total trend!!!!
camisa xadrez para bebês e meninos


Saiba como adquirir as peças e siga as redes sociais:







Um comentário