9 dicas para economizar na compra do material escolar

13 de janeiro de 2016

Com algumas dicas, dá para garantir tudo o que seu filho precisa sem estourar o orçamento da família


lápis de cor (Foto: Thinkstock)
Todo ano é a mesma coisa: você sai para comprar o material escolar do seu filho e quase cai de costas quando vê o valor total da conta.


Se vocês, pais, já estão desesperados, calma! É possível diminuir o peso das compras do material escolar no orçamento, com técnicas inteligentes e conscientes. Veja as estratégias sugeridas pelos especialistas em educação financeira Ana Paula Hornos e Mauro Calil:

1. Melhor oportunidade: Pesquise preços em diferentes lojas em busca de ofertas, inclusive em sites de lojas e sebos na internet. Guarde folhetos de promoção e, se possível, concentre as compras em um único estabelecimento, para tentar um desconto no valor total
2. Sem os filhos: Os produtos infantis mais atrativos costumam ser também os mais caros. Por isso, o ideal é deixar as crianças em casa, principalmente se elas forem pequenas
3. Compra coletiva: Chame outros pais amigos ou vizinhos e organize um grupo para ir a um atacadista. Os produtos ficam bem mais baratos quando comprados em grande quantidade
4. Custo-benefício: De nada adianta comprar um produto baratinho e ter que substituí-lo meses depois. Invista um pouco mais em materiais que podem durar o ano todo (e até mais, se forem bem cuidados)
5. Cofrinho: Comece a se preparar para a lista do ano que vem agora mesmo. Basta separar, todos os meses, um valor baixo, como R$ 30, e fazer uma espécie de poupança, para que o gasto total pese menos no bolso
6. Reaproveitamento: Antes de comprar tudo novo, veja o que pode ser reutilizado ou até reformado. Estimule seu filho a cuidar do material, encape livros e cadernos para fazê-los durar mais e aposte na troca de produtos com amigos e familiares. Informe-se também sofre feiras de troca e sebos em sua região
7. Opção de pagamento: Negocie o custo do produto à vista, porque em alguns casos é possível conseguir bons descontos. Se precisar pagar a prazo, certifique-se de que as parcelas caberão no orçamento mensal
8. Lista justa: Fique atento às regras para a elaboração da lista de material escolar. Por lei, a escola não pode pedir materiais de uso comum, como produtos de higiene e limpeza. Também não é permitido exigir marcas específicas. Observe com atenção a lista e, se for o caso, peça esclarecimentos à diretoria
9. Em caso de troca: Os consumidores têm 90 dias para fazer uma reclamação sobre o produto comprado. Peça sempre a nota fiscal, para garantir que será possível trocar mercadorias com defeito.
10. Verifique antecipademente preços na internet: No decorrer do ano você pode navegar pelas lojas virtuais que vendem material escolar e aproveitar produtos que se encontram em promoção ou ponta de estoque.
  











0 comentários:

Postar um comentário