Campanha de vacinação contra sarampo e paralisia infantil começa dia 8.

7 de novembro de 2014

Uma gotinha e uma picada que fazem toda a diferença. Com o objetivo de manter o país livre da poliomielite e garantir a erradicação do sarampo, o Ministério da Saúde lança a Campanha Nacional de Vacinação, que começa neste sábado, 8, e termina dia 28. Neste período, os postos de saúde irão oferecer as doses que garantem imunidade contra essas doenças.
.
.
Neste ano, o “dia D” de mobilização terá duas datas: nos dias 8 e 22. É o que explica a coordenadora de Epidemiologia, Maria Lucia Hirono. “São dois sábados em que toda a atenção das unidades será voltada para a imunização.”
A vacinação contra a poliomielite, responsável pela paralisia infantil, é voltada para crianças de seis meses até menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias).
A vacina que imuniza contra o sarampo é a conhecida tríplice viral, que protege também contra caxumba e rubéola e deve ser aplicada em crianças a partir de um ano até menores de cinco anos. A campanha de seguimento contra o sarampo será realizada em todos os estados e no Distrito Federal. “Sempre existe uma faixa etária descoberta, muitas mães não levam no período oportuno,” salientou a coordenadora.

CARTÃO DE VACINA
Com o início da campanha, pais e responsáveis podem levar as crianças no posto de saúde mais próximo, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, ou nas duas datas do “Dia D”.
A coordenadora faz um apelo para a importância de ter em mãos o cartão de vacina. “É através dele que podemos acompanhar a situação vacinal da criança,” recomendou.

POLIOMIELITE
De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil está livre da poliomielite desde 1990. No entanto, a continuidade das campanhas de vacinação é fundamental para evitar a reintrodução da doença no país, uma vez que dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstram que entre 2013 e 2014, 10 países registraram casos da doença e três deles são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão). “Com a facilidade de transporte dos dias de hoje, a quantidade de vôos que partem de diversos lugares, o vírus pode ser novamente reintroduzido no país,” adverte Hirono.
A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave, que no passado acometeu milhares de crianças. Na maioria dos casos não provoca morte, mas resulta em sérias lesões irreversíveis, causando principalmente paralisia das pernas.

SARAMPO
Nos estado de Ceará e Pernambuco, casos da doença foram registrados em 2013 e 2014. A campanha visa erradicar a doença, que é altamente contagiosa. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A única forma de prevenção é por meio da vacina.





Fonte: Ministério da Saúde





2 comentários

  1. Campanha show!
    Vamos cuidar de nossas crianças!

    ResponderExcluir
  2. Lilian!
    A campanha tem de ser divulgada mesmo porque salva muitas crianças de doenças que podem ser evitadas.
    Final de semana maravilhoso!!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir