Descubra quais são os brinquedos essenciais para ajudar no desenvolvimento de bebês.

25 de julho de 2014

Brinquedos essenciais dos 0 aos 2 anos.
 
 
Quais os melhores brinquedos para esta fase?
Enquanto são bebês (dos zero aos 23 meses), o desenvolvimento ocorre de forma muito acelerada. Cada mês é uma descoberta. Logo no início, brinquedos que estimulam a audição e a visão, como móbiles e chocalhos, são os mais indicados. Em seguida, entram em cena peças para encaixe, que estimulam a coordenação motora por tentativa e erro, e os bonecos.

Veja a seleção de brinquedos orientada por Melina Blanco Amarins, psicóloga responsável pela brinquedoteca do Hospital Israelita Albert Einstein; e Teresa Ruas, terapeuta ocupacional especialista em desenvolvimento infantil.
 
 
Móbile
O mobile é quase sempre o primeiro brinquedo pelo qual um bebê se interessa. Isso porque, embora não consigam usá-los de forma muito complexa, desde os primeiros dias de vida, as crianças já têm os sentidos bastante aguçados. Quando posicionados ao alcance da visão (até um palmo ou cerca de 20 centímetros de distância do nariz durante o primeiro mês, distância que, a partir de então aumenta progressivamente), objetos de cores fortes e marcantes tornam-se muito interessantes.

Aqueles com músicas são ainda mais bacanas porque estimulam também a audição. Entretidos, os recém-nascidos costumam se acalmar e até pegar no sono tranquilamente.

Ao escolher um móbile, uma boa ideia é observá-lo de baixo, pela mesma perspectiva do bebê, e checar se ele é mesmo atraente. Mas fique atento: por volta dos 5 meses, o brinquedo torna-se perigoso porque a criança já consegue alcançá-lo e agarrá-lo e pode derrubá-lo sobre si.
 
 
 
Chocalho
Nos primeiros meses de vida, enquanto não consegue agarrar objetos, o chocalho funciona como um meio de interação entre os adultos e os bebês. Prendem a atenção dos pequenos ao estimular a audição e também a visão, sobretudo quando são coloridos. O ideal é escolher aqueles feitos de material macio, como tecido ou borracha, para que, em geral a partir dos 4 meses, possam ser manuseados e levados à boca com
 

 

Brinquedos de encaixe
A coordenação motora é estimulada quando a criança tem em mãos potes, caixinhas ou peças de montar, empilhar e encaixar. No início, por volta dos 7 meses, por tentativa e erro, descobrem as possibilidades que o brinquedo oferece: encaixar, empilhar, manusear, bater. É quando eles estudam o brinquedo procurando entender como se faz para que um fique sobre o outro, por exemplo. Surgem, então, pequenas torres, que logo são destruídas - faz parte da brincadeira! A partir de 18 meses, a graça é descobrir as formas, cores e tamanhos. Alguns desses brinquedos acompanham a criança até por volta dos 5 anos. É o caso dos kits de panelinhas e dos Legos Duplo.
 
 
 
 
Brinquedos de trajetória
Por volta dos 9 meses, os bebês percebem, por tentativa e erro, o que é necessário para atingir determinados objetivos. Entram, aí, os chamados brinquedos de trajetória em que objetos pequenos percorrem determinado caminho para causar um efeito ou atingir algum ponto. Há, por exemplo, bonecos (palhaços, animais, entre outros) com buracos onde a criança deve encaixar formas geométricas que saem em outra extremidade do brinquedo e podem disparar sons divertidos. 
 
 
 
 
Brinquedos musicais
Ao brincar com objetos que produzem sons, as crianças estimulam sua audição e também atenção. Para os menores, com até 9 meses, os mais indicados são os macios, feitos de pano ou borracha, para que possam ser manuseados e levados à boca sem apresentar perigo. A partir desta idade, já é possível entregar aos bebês brinquedos mais sofisticados, com botões ou teclas. Eles adoram "compor" suas próprias músicas e, já mais velhos, incluem os instrumentos em rodas de dança e canto.
 
 
 
Bonecos de pano e fantoches
Bonecos são brinquedos que vão acompanhar os pequenos por praticamente toda a infância. Não à toa é um marco o momento em que as meninas abandonam as bonecas e os meninos suas miniaturas de super-heróis, sinal de que alguém ali não é (ou não quer ser) mais criança. Enquanto isso não ocorre, porém, tais brinquedos são dos mais importantes para o desenvolvimento emocional. Os bebês atraem-se pelas feições e alguns adotam um boneco ou bichinho de pano como seu brinquedo inseparável.

Além disso, bonecos também são um meio pelo qual a criança traduz o mundo adulto para sua realidade para compreendê-lo melhor. É natural e esperado que meninos e meninas imitem seus cuidadores ao brincar com bonecas ou soldadinhos de chumbo. Nessa primeira fase da vida, os modelos mais indicados são as versões de bebês leves e macios e os bichos de pelúcia ou pano.
 
 
 
 
Guia prático não é mamães?
 
 
Fonte: Educar para Crescer
 
 
 
 

0 comentários:

Postar um comentário