Tempo de Natal: cobrar ou doar?

25 de dezembro de 2012



Que época linda do ano nós estamos vivendo! Existe uma expectativa especial no ar. É tempo de Natal! A festa cristã que une todos os povos. Eu realmente amo esta ocasião por tudo que ela representa e pelas oportunidades de reflexão, perdão, reconciliação, reavaliação da vida e das prioridades que a data gera.
Por falar em Natal, o que é Natal para você? O que você está esperando desse período do ano? Sei que é tempo de presentes e muitos encontros. Como você, eu também gosto de dar e receber presentes; gosto das confraternizações, de boa comida, das festas, da cidade decorada com muitas luzes, dos amigos secretos, das viagens e das visitas. Realmente é tudo especial. Mas precisamos lembrar que a essência desta data é muito maior. Precisamos entender bem tudo que está acontecendo para evitar tristezas e decepções, pois embora seja uma data muito festiva e alegre para a maioria das pessoas, você sabia que o Natal é a data mais triste do ano para muitos? Alguns desejam que passe logo, sabe por quê? Existe uma visão distorcida acerca do Natal.
Há pelo menos duas formas de você ver essa data: Na primeira; você coloca o foco na sua própria pessoa e começam a surgir os problemas, porque começa a vir à mente as tristes lembranças das coisas ruins ou negativas que ocorreram ao longo do ano, como perdas e lutos, coisas ruins que não deveriam ter acontecido e também temos outra situação: frustrações pelas coisas boas que nunca acontecem, todo ano é a mesma coisa, você fica na expectativa que algo grande e especial ocorra até a chegada do Natal, numa visão errada de uma data mística e mágica e quando você percebe já é dia 26 e nada de diferente aconteceu. Sabe por que isto acontece? Porque o foco do Natal está em nós e não no aniversariante. Quando penso assim, os valores são minhas necessidades, pois naturalmente preciso de roupas novas, de presentes, de decoração, de casa cheia, gratificações, compras, ceias etc. Entenda: o Natal não é uma festa para minha pessoa, é a festa do aniversário de Jesus que devo celebrar para a alegria Dele e repartir sua mensagem de contentamento, esperança e amor para todas as pessoas. O problema é que janeiro vai chegando e tudo voltará a ser igual. Você vai continuar com fome de consumir. O Natal não é sobre o homem.
Em uma segunda perspectiva, você pode colocar o foco em Jesus. Quando penso assim, os valores são: devoção, gratidão, adoração, fé, relacionamento com Jesus, amor, caridade, crescimento espiritual, maturidade, valores eternos para vida, de espiritualidade e de amor ao próximo. O que está certo nisto? Justamente o foco (o aniversariante). Se você estiver com essa fome na sua alma, acredite que Deus vai saciá-la neste Natal de forma sobrenatural e extraordinária, creia nisto! Entenda: “Ele (Jesus) é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na Terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste.” (Colossenses 1.15-17). As duas opções são adotadas pelas pessoas, mas a grande diferença é que uma acaba no dia 26 de dezembro e a outra permanece para sempre. É tudo uma questão de perspectiva e atitude de cada pessoa. Uma foca você e a outra foca Jesus. Lembre-se que você já tem uma data para celebrar o seu próprio aniversário, então, neste próximo dia 25 de dezembro, é a data de focarmos em Jesus, nosso único redentor! Deixe de ser egoísta, não roube a festa de Jesus para satisfazer suas necessidades pessoais e emocionais. As pessoas mais tristes na época do Natal são as que focaram nelas mesmas… Natal é tempo de grande alegria! Ás vezes algumas coisas tentam tirar a alegria, como disse o anjo aos pastores no campo. Não fique triste neste Natal, ao contrário, deixe um legado de amor para as pessoas que você ama!
O Natal é mais do que uma data, é uma época, uma ocasião divina para você perdoar, amar, celebrar, deixar coisas velhas para trás, abrir-se ao novo, dar-se, viver para além de si mesmo, de ser mais solidário e de fazer os outros felizes. Viva um Natal sem cobranças e com mais doação de si e do seu como fez o aniversariante Jesus!


0 comentários:

Postar um comentário