Análise capilar, você já fez?

23 de outubro de 2012


Você sabia que existe uma forma de descobrir o que o seu cabelo precisa para ficar mais forte, saudável e ainda mais lindo? É a análise capilar. Por meio dela, é possível fazer uma análise de todos os fatores de seu cabelo, como brilho, oleosidade, entre outros, para contestar se está tudo de acordo. O cabelo é um reflexo da saúde da pessoa. Ficar atenta a ele pode ser primordial para entender se há algo de errado com o seu organismo.



Sheila Bellotti, esteticista e diretora do Centro Capilar Sheila Bellotti, localizado no Rio de Janeiro, explica que a análise capilar pode ser dividida em algumas etapas. Primeiro é feita uma avaliação em Anamnese, na qual são investigados tudo relacionado ao desenvolvimento do cabelo, queda, dados genéticos, doenças, medicamentos, avaliando a saúde capilar do paciente. Em seguida, é utilizado um equipamento para analisar e verificar a situação do couro cabeludo e dos fios. Por terceiro, e último, são realizados testes de resistência, brilho, sedosidade, entre outros fatores.

“Geralmente somos procurados para analisar ressecamentos, perda e quebra dos fios, caspa, danos químicos por procedimentos estéticos, por medicamentos, entre outros”, conta Sheila. Ela diz que dentre os hábitos das pessoas que comprometem os fios de cabelo têm-se a exposição ao sol – que causa a fotodegradação da fibra capilar –; o fato de prender ou dormir com os cabelos ainda molhados – que causam alopecia de tração e leva à perda dos cabelos –; a aplicação inadequada e incompatível de produtos químicos, a lavagem dos cabelos com água quente, entre outros.

Sheila fala sobre os aminoácidos, proteínas e oligoelementos que auxiliam na formação do pelo, nutrição e produção de novos fios. “Optar por uma alimentação saudável, tendo o acompanhamento de especialistas e de um terapeuta capilar, que utilizará os ativos e recursos necessários para cada caso, pode ajudar os cabelos”, recomenda.

Muitas mulheres acabam usando receitas caseiras ou mesmo decidindo por si mesmas os tratamentos para o couro cabeludo ou para os fios. O problema é que os produtos utilizados podem ser incompatíveis com o tipo de cabelo. Sheila alerta às mulheres que preservem suas madeixas e não tentem achar a solução sozinhas. É necessária a indicação e orientação de um profissional para realizar algum tratamento em seus cabelos. “Sempre que tiver algum problema especifico ou ainda por prevenção a pessoa deve recorrer à análise capilar. A saúde dos cabelos depende de um complexo de elementos muito bem afinados”, aconselha.



0 comentários:

Postar um comentário